O que a Comrades, a ultramaratona mais famosa do mundo, me ensinou sobre fidelização e marketing

Em um artigo anterior, falei como corridas de longas distâncias se assemelham com empreendedorismo e negócios.

Como todos que me conhecem sabem sou muito inquieto, depois de 2 meses da última maratona que participei, me desafiei mais uma vez. Foram 6 meses de preparação intensa. Dietas, lesões, uma carga de treino com mais de 100km por semana e mais de seis horas de corrida aos sábados me proporcionaram a experiência de correr a ultramaratona mais famosa do mundo: a Comrades, com 90km de trajeto e 12 horas de duração.

Desafios e aventuras requerem um envolvimento em busca do novo. Aprender demanda esforço e dedicação.

Posso dizer que a Comrades foi um dos maiores desafios pessoais e que a vontade de desistir passou diversas vezes pela minha mente. Mas como no mundo dos negócios, é necessário dedicação, coragem e, acima de tudo, esforço.

Mas aí vem a principal questão: o que uma ultramaratona tem a ver com negócios?
E eu te respondo. Tudo!

A Comrades nos dá uma aula de marketing, posicionamento e, principalmente, storytelling. Storytelling é saber contar uma história, construir uma narrativa e tornar algo relevante através de um contexto.

Como um dos principais eventos da África do Sul consegue impactar o mundo todo? Proporcionando experiências!

O evento é envolto por uma fidelidade por parte de quem corre e isso me deixou curioso para saber o motivo de tamanha dedicação.

A partir do momento que você se propõe a participar, suas experiências começam.

O ambiente (não só físico) criado é animador e ao mesmo tempo intrigante. Os competidores se empenham ao máximo em busca de resultados e criam uma rede de conexão e compartilhamento de rotinas, dores e desafios durante os treinos.

Por se tratar de um dos maiores eventos da África do Sul, a TV local e os portais de notícia se mobilizam para fazer transmissão ao vivo, o que gera uma audiência enorme, tendo em vista que é um evento internacional.

Outra ideia muito boa é a divulgação, que, além de ser feita por meios tradicionais, é realizada através dos embaixadores da ultramaratona. Eles são responsáveis por mostrar o backstage, a preparação e por incentivar os participantes criando uma disputa saudável entre os países e competidores, o que gera uma rede de comunicação e networking muito interessante.

No offline outras experiências são proporcionadas:

  • Um tour de reconhecimento de prova é feito com antecedência e são mostrados para os competidores vários locais importantes do percurso recuperando todo o histórico da competição;
  • Uma causa social é abraçada pela Comrades. Os atletas participantes fazem doações para um orfanato local e isso faz com que a disputa se torne algo mais humano. As crianças do orfanato se preparam durante o ano todo para apresentações e no dia da prova aguardam os atletas no quilometro 50. Isso faz com que qualquer atleta se sinta motivado;

orfanato

  • Wall of Honour é o nome dado ao muro construído no local da prova e os atletas que querem registrar o nome e a participação em uma placa pagam uma quantia;
    maratona-e-negocioss
  • Gamificação e sistema de gratificação. Os corredores podem ser bonificados com até 5 tipos de medalhas diferentes, uma para cada segmento dentro do campeonato:
  1. Existem dois tipos de percurso: Up (feito em uma subida) e Down (feito em uma descida). Caso o corredor complete os dois percursos em anos consecutivos, ganha 3 medalhas: Up, Down e Back to Back.
  2. Clube de corredores especiais: com 10 corridas completas o corredor ganha o Green Number, ou seja, perpetua seu número de prova e recebe homenagem em um cerimonial organizado e pago pela equipe da Comrades.
  3. O número de vezes que o corredor participa da competição está escrito na camisa usada para a prova, o que gera competitividade e ao mesmo admiração entre os participantes.

maratona-e-empreendedorismoo

  • Patrocínio de grandes marcas também ajudam, não só na realização, montando mega estruturas, como também na divulgação do evento. Marcas confiáveis dão credibilidade e visibilidade para o evento.

Depois de pensar na maioria das estratégias e ações usadas, me pergunto se elas realmente funcionam. A resposta final é sim. Com a sensação de dever cumprido por realizar o desafio, eu, que não costumo correr nos mesmos lugares duas vezes, vou atrás da minha medalha Back to Back ano que vem.

A Comrades nos dá uma aula de marketing estruturado e bem feito mas lições assim são ensinadas a todo momento, cabe a nós analisarmos e tirarmos proveito de oportunidades como essas.

medalha-comrades

E você? Já aprendeu sobre empreendedorismo em lugares inusitados? Conte para mim nos comentários! 😉😉

Total
10
Shares

Inovação na sua caixa de entrada

Receba conteúdo relevante. Grátis e sem spam.