O mundo está cada vez mais conectado – Como as empresas, o marketing e a comunicação são afetados?

Qual foi a última vez que você escreveu uma carta? Aliás, você já escreveu uma? Tem o costume de ir a bancas e comprar um jornal ou revista? Provavelmente não. Hoje tudo está na palma das nossas mãos, basta pegar o celular e pronto! Todas as notícias estão diante dos olhos.

Conversar com alguém do outro lado do mundo nunca foi tão rápido. Ligações internacionais gratuitas, videochamadas em qualquer horário e em qualquer lugar podem ser feitas.

As relações se modificaram. Hoje as coisas são facilmente substituídas, somos imediatistas e trocamos a duração pela instantaneidade.

Uma pesquisa feita pelo We Are Social revelou que já estamos mais conectados por mobiles que por desktops, metade do mundo tem conexão com a internet e mais de 185 milhoes de pessoas usam o mobile como fonte única de se conectar à rede.

O Brasil está em terceiro lugar no ranking mundial de países que mais consomem internet por dia, chegando a mais de 3 horas no mobile e mais de 5 horas no desktop, perdendo apenas para Tailândia e Filipinas.

A primeira geração de nativos digitais já está atuando no mercado e isso exige que as empresas modifiquem seus processos e ampliem as formas de trabalho.

A tecnologia possibilita uma interação maior e obriga que o marketing e a comunicação se reinventem, desenvolvendo novos modelos de negócios, integrando ferramentas e sistemas de marketing e criando serviços que proporcionam experiências. Empresas pioneiras, analisam comportamentos e buscam gerar tecnologias com potencial de transformação.

A relação tempo-negócio se modificou, o trabalho hoje em dia é muito mais flexível. Se as empresas (mesmo as que são líderes de mercado) não se modificarem e integrarem o novo modelo digital de comunicação, ficarão obsoletas rapidamente.

Quer ver um exemplo de como algumas empresas estão se adaptando a era tecnológica?

A Otto, uma startup americana pertencente ao Uber, desenvolveu um caminhão autônomo. Em parceria com a Budweiser, fabricante de cervejas, promoveu a primeira entrega sem a presença de um motorista. O caminhão transportou 45 mil latas por 200 km. Assista um pouco do que foi essa experiência:

Inovação na sua caixa de entrada

Receba conteúdo relevante. Grátis e sem spam.