SEO: o que é e porque faz toda a diferença

Se você está familiarizado com o mundo do Marketing, já deve ter ouvido falar em SEO, certo? Ele diz respeito a um conjunto de técnicas capazes de otimizar sites, blogs e outras páginas da internet.

Hoje vamos falar um pouco mais sobre esse procedimento, quais seus impactos estratégicos e como colocá-lo em prática. Para saber mais é só continuar a leitura!

O que é SEO?

Search Engine Optimization (SEO), ou Otimização para Mecanismos de Busca, é um conjunto de técnicas que possibilita, de forma orgânica, um bom rankeamento de sua página nos portais de pesquisa.

Isso quer dizer que, com boas práticas de SEO, você consegue uma posição entre os primeiros resultados do Google, sem gastos com o patrocínio de links.

Qual o papel estratégico do SEO?

Segundo uma pesquisa da PhotoFuse90% dos usuários que fazem buscas no Google clicam em links orgânicos, ou seja, não patrocinados. E não é só isso: menos de 10% avançam para a página 2 de resultados.

De acordo com esses dados, um site possui maiores chances de ser encontrado pelos usuários se estiver na primeira página do Google. E é ainda melhor se isso ocorrer de maneira gratuita!

Dessa forma, o SEO mostra ter um ótimo custo-benefício, uma vez que os gastos com anúncios diminuem e as conversões tendem a aumentar. Isso ocorre porque:

  • Estar bem posicionado no Google implica em um aumento no tráfego de visitantes no site;
  • Aqueles que te encontram através do mecanismo de busca já estavam previamente interessados no que você tem a oferecer.

Além disso, estar bem posicionado no Google passa maior autoridade e confiança aos seus clientes e leitores. O seu site pode até se tornar uma referência nas buscas sobre os assuntos que você aborda, o que rende uma excelente reputação para você ou seu negócio.

Quais os principais fatores de rankeamento?

Centenas de fatores influenciam na posição de um site entre os resultados do Google. Além do mais, o próprio mecanismo de busca não costuma divulgar essas informações, o que só torna o trabalho dos profissionais de marketing mais difícil — mas também mais empolgante.

Mesmo sem um manual oficial do Google, algumas boas práticas de SEO já são conhecidas e testadas por diversos profissionais e empresas. E é sobre as principais delas que vamos falar agora!

Conteúdo de qualidade

O Google se preocupa com a qualidade dos resultados que entrega para seus usuários. Por isso, ele também se preocupa com  a qualidade do conteúdo que você está oferecendo.

Leia também: Qual o valor da sua marca e por que você precisa do storytelling

A empresa de tecnologia usa seu algoritmo Panda para determinar a qualidade dos conteúdos online e, consequentemente, a ordem em que as páginas vão aparecer nas pesquisas. Ninguém sabe ao certo os critérios do Google Panda, porém, há maneiras de garantir um bom SEO mesmo assim. A dica aqui é apostar em conteúdo original e de qualidade, que agregue conhecimento aos seus leitores.

Velocidade de Carregamento

Outro aspecto levado em consideração pelos algoritmos do Google é a experiência de usuário. Entre os diversos critérios que influenciam diretamente essa experiência, está o carregamento da página. E se seu site demora muito para carregar: alerta vermelho!

Para ter um melhor rankeamento nos mecanismos de pesquisa, busque por reduzir a velocidade de carregamento de sua página. Isso com certeza vai ajudar no SEO!

Uso de palavra-chave

As keywords são palavras ou termos utilizados pelos usuários ao digitarem suas questões nos buscadores. Que tal um exemplo?

Digamos que você quer encontrar aplicativos de edição de fotos para aperfeiçoar suas redes sociais. Ao abrir o Google, você certamente vai buscar por “apps editar fotos” ou “apps fotos”, não é? Essas são as keywords!

Há diversas ferramentas disponíveis para ajudar na pesquisa e na escolha das palavras-chave. Algumas delas são: o Keyword Planner, do próprio Google, o Keyword Tool e o Ubersuggest.

Utilizar os termos corretamente é essencial para alcançar bons resultados de SEO, e aqui temos algumas dicas para refinar o uso em suas páginas:

  • Evite o keyword stuffing. A prática se resume em exagerar na utilização das palavras-chave nos conteúdos. Os algoritmos do Google interpretam isso como spam, o que não é bem visto na hora do rankeamento.
  • Aplique as palavras-chave em locais estratégicos. Alguns deles são: títulos, subtítulos e meta descriptions. Esta última é a descrição que aparece na listagem do Google logo abaixo do link do resultado.
  • No caso de blogs ou páginas, utilize a keyword também na URL de seu post. Temos um exemplo aqui mesmo: inovacaodigital.blog/seo.

Imagens otimizadas

Antes de mais nada, temos que entender que as imagens também fazem parte do texto e do conteúdo. E, por isso, também estão sujeitas às análises dos algoritmos.

Como já falamos, o carregamento da página é levado em consideração na hora do rankeamento. Então, o adequado é fazer uso de imagens mais leves, que não comprometam a velocidade do site.

Além disso, o uso das palavra-chaves nas imagens também deve ser considerado. Para fazer isso, indicamos salvar as imagens utilizando a keyword como nome do arquivo.

Do mesmo modo, é interessante colocar a palavra escolhida no texto alternativo, o alt text da imagem. Este é o texto que aparece no post caso a imagem esteja quebrada, e que também é entendido por leitores digitais de pessoas com deficiência visual, além de ser a descrição encontrada pelo Google Imagens.

Para facilitar a vida daqueles que fazem uso dos leitores digitais e ainda aprimorar o SEO, a ideia é apresentar no alt text uma descrição da imagem, bem como utilizar a palavra-chave neste texto.

Design Responsivo

Que a experiência do usuário é importante para o SEO você já sabe. E agora é a hora de compreender mais um aspecto desse fator!

Páginas com design responsivo são melhores rankeadas pelo Google. Isso ocorre porque os algoritmos preferem sites mobile friendly, que permitem aos usuários consumirem o conteúdo nos dispositivos que preferirem.

Vamos nos atualizar?

Além desses cinco principais fatores, há centenas de outras técnicas que podem auxiliar no SEO de sua página. Por isso, é importante continuar pesquisando e aprendendo sobre o assunto! E não se esqueça que os algoritmos estão em constante atualização, então precisamos nos atualizar com eles. Mas depois desse post, você já sabe por onde começar!

E agora que você já conhece o básico sobre SEO, seu funcionamento e benefícios, conta pra gente: está disposto a implementar ainda mais a técnica por aí? Não deixe de comentar!

Total
17
Shares

Inovação na sua caixa de entrada

Receba conteúdo relevante. Grátis e sem spam.